filmes

Posts em filmes

Albion: The Enchanted Stallion

O post anterior já foi uma dica de seriado e este será sobre um filme. Que tal aproveitar o seu domingo de descanso para assistir Albion: The Enchanted Stallion? Disponível na Netflix, este é mais um filme voltado para o público infantil mas que, diferente da maioria que assistimos como de costume, a história acontece em um ambiente encantado e tem um maravilhoso garanhão da raça Friesian (em Português, Frísio) que está sempre presente com os personagens, e sim, ele participa na maioria das cenas e sua presença é bastante relevante. The Enchanted Stallion é um filme tranquilo, divertido, com uma pegada de humor e cheio de fantasia, vale a pena assistir em família.

Mas como a gente gosta mesmo de saber mais sobre os cavalos, aí vai uma curiosidade! No filme, o cavalo negro misterioso se chama Dag Dia e que, trazendo para a realidade, ele se divide em dois lindos garanhões chamados Nitrous e Hans, garanhões do haras Majestic Friesians. A proprietária, Brock, contou em uma entrevista que os produtores do filme a encontraram na Internet depois de procurarem Friesians que fossem ensinados a fazer truques, para que tais habilidades fossem apresentadas nas gravações do filme. Ela comentou:

“Era apenas um dia comum na fazenda quando Dori Rath ligou e se apresentou como produtor de cinema e disse: “Eu estava apenas no seu site e seus garotos são magníficos. Existe alguma maneira que você considere permitir que eles estejam em um filme?” Eu só poderia dizer SIM! Ter nossos cavalos como estrelas de um filme foi tão emocionante para nós! Somos apenas uma pequena fazenda familiar. Nós temos 30 cavalos, mas se comparadas com outros locais que realizam a reprodução dessa raça, somos pequenos. Nossos frísios são muito simpáticos e muito dispostos a agradar. Portanto, mesmo depois de começarmos a reproduzir, não queria vender nenhum deles. Eu tinha que encontrar um uso para eles aqui na fazenda, então eu comecei com treinamento de truques e percebi o quão rápido eles conseguiram realizar truques e como eles são realmente treináveis​​”.

A equipe concordou que Nitrous estrelaria o filme. Brock explicou: “Nitrous não é realmente o nosso melhor garanhão. Mas ele é tão gentil, você pode colocar qualquer um sobre ele. Ele vai fazer truques para qualquer um.” Já o segundo garanhão, Hans, foi escolhido por, apesar de ter apenas 4 anos de idade, ele não estava tão longe em treinamentos como Nitrous. Hans seria apresentado principalmente em cenas de lutas. Brock chama Hans de “movie star all the way” por causa da rapidez com que ele aprendeu os truques e o quão bem ele realizou. Ambos os garanhões estão registrados na KFPS e foram importados da Holanda.

A atriz Castille Landon, que cresceu montando Saddlebreds (inclusive eu tenho quase certeza que um exemplar dessa raça aparece nas primeiras cenas), queria escrever e dirigir um filme sobre uma jovem e um cavalo especial. Estavam cansados dos clichês nas histórias muitas vezes encontradas em filmes sobre meninas e cavalos. Sendo assim, ela começou a escrever um roteiro com profundidade temática que retratava garotas e cavalos em papéis autênticos e capacitadores. “ALBION: The Enchanted Stallion”, co-escrito com Ryan O’Nan e Sarah Scougal, foi o resultado.

O filme te apresenta Evie Flynn, personagem principal, uma jovem responsável que cuida de seu pai incapacitado. Na manhã de Natal, Evie encontra um garanhão Friesian aparentemente perdido e vagando perto do celeiro em que trabalha. Ela o monta, planejando voltar mas, em vez disso, Dag Dia galopa para a floresta e atravessa um portal, transportando Evie para a terra mágica de Albion. O resto você precisa assistir! Confira o trailer:

Being AP: Novo Documentário sobre cavalos disponível no Netflix

“Creio que devemos ter objetivos na vida, sabe? É preciso ter algo para correr atrás. É preciso perseguir algo que você nunca alcançará.”
1 (2)

Passeando pelo Netflix nesse último domingo, tive ótimas surpresas. A primeira delas foi o documentário que encontrei sobre o universo das corridas, mas precisamente sobre um incrível jóquei de saltos, AP McCoy que, após seus 40 anos, idade além de muitos outros atletas, AP contempla sua obsessão pela vitória, os anos de sacrifício para se tornar um campeão, a busca pelo vigésimo título e o futuro sem competir no esporte.

3 (2)

Eu particularmente fiquei com um nó na barriga assistindo as cenas das competições. Nessas corridas é nítido o enorme esforço que os cavalos realizam, tendo que correr o máximo que podem e mais que isso, saltar. O pior ainda não é isso mas sim as quedas que você vai presenciar ao assistir o documentário, que prejudicam o ambos (cavalo e cavaleiro). Sendo assim, aqui fica meu questionamento: você concorda com essa prática? Depois de vermos aí a discussão sobre a vaquejada, que tal avaliarmos este outro esporte?

Para finalizar o post, depois de assistir o comentário, eu encontrei um filme, tratando do mesmo universo das corridas de cavalo, contando também uma história real porém trazendo mais esse lado emocionante dos filmes. Ainda não assisti, por isso não vou comentar tanto, mas deixo aqui o trailer que já me deixou com aquela vontade! O nome do filme é Superando Limites (The Cup):

Filmes com Cavalos

Pra aproveitar o feriado, que tal assistir um bom filme? Melhor ainda se ele tiver cavalos, não é mesmo? Vamos apresentar pra vocês diversos filmes, não só aqueles que todo mundo já conhece, mas também os mais antigos que qualquer apaixonado por cavalos vai querer ver. Então confira agora:

  • 6Wild Hearts Can’t Be Broken (Mergulho de Uma Paixão): Esse filme é baseado em uma história real, retrata a época em que haviam os Diving Horse (Cavalos de Mergulho), assunto que já falei aqui no blog detalhadamente, vale a pena conferir. A história do filme acontece em meio à Grande Depressão americana que abalou o mundo e deixou na miséria boa parte da população. Em meio a esse universo, Sonora Webster, foi obrigada a morar com a tia depois que seus pais faleceram. No entanto, a tia que nunca compreendia os sonhos da sobrinha, decidiu envia-la para outro estado. Resultado disso, a menina foge de casa. Ela consegue trabalho em um rancho cuidando dos cavalos que participam de apresentações circenses. Logo Sonora começa a fazer parte dos shows, mas acaba sofrendo um acidente e decide enfrentar seu maior desafio. Essa história é uma lição de vida. Vale a pena conferir!
  • Black Beauty (Beleza Negra): Quem não assistiu Beleza Negra que atire a primeira pedra! Ouviu falar em filmes com animais, ouviu falar no garanhão negro com uma marca branca em forma de estrela na testa que narra toda a sua incrível história. Se você é a única pessoa que ainda não assistiu, faça logo a sua pipoca e prepare-se para se emocionar do começo ao fim.
  • Dreamer (Sonhadora): Ben Crane é um treinador que, juntamente com sua filha Cale (a Dakota Fanning), passa a cuidar de uma égua ferido. Logo eles desenvolvem um carinho especial pelo animal, se esforçando para que ele se recupere o mais rapidamente possível. Quando o cavalo enfim sara, Ben e Cale decidem inscrevê-lo para a disputa da Breeder’s Cup, uma importante corrida de cavalos. É um filme bonitinho e acho interessante você chamar seu pai para assistir.

2gif-hidalgo

  • Flicka: Esse filme poderia ser aquela típica história de um cavalo selvagem que foi domado, se não fosse a personagem principal, Katy, uma menina de 16 anos cheia de sonhos. No início vemos os ambientes em que ela vive, como o colégio que ela detesta, já que sua maior vontade é continuar a tradição de sua família, trabalhando no rancho de seu pai. Um dia, Katy encontra uma linda égua selvagem, à qual ela dá o nome de Flicka e decide domá-la. Mas Flicka e Katy são mais parecidas do que ela poderia imaginar. Como Katy, flicka desdenha a autoridade alheia e não quer abrir mão de sua liberdade sem brigar.  É um filme bem legal pra assistir com a família. Depois desse filme, os produtores resolveram esticar a baladeira e criaram os filmes Flicka 2 e Flicka 3, porém não foram bem sucedidos.
  • Hidalgo (Mar de Fogo): Parou tudo! Eu sou extremamente apaixonada pelo cavalo desse filme. É um paint horse maravilhoso e meu sonho de consumo é ter um assim. A história começa quando um líder árabe convida um estadunidense, Frank T. Hopkins e Hidalgo, seu cavalo mustangue para participarem da corrida de três mil milhas sobre o deserto da árabia, evento até então reservado apenas para os cavalos daquela nacionalidade ou de linhagens nobres. Hopkins e seu cavalo mestiço haviam se tornado famosos ao participarem do show de Buffalo Bill no Oeste Selvagem, além de possuir muita experiência e êxito em corridas no deserto. Vale muito a pena assistir esse filme, e detalhe, eu SEMPRE choro no final, não dá pra mim!
  • Running Free (Pura Liberdade): A lembrança que eu tenho desse filme foi uma vez em que aluguei o DVD com uma minha, em uma locadora próximo da casa dela e fiquei apaixonada. Como qualquer louca por cavalos, quis assistir mais uma vez em casa, mas nunca mais encontrei. Graças a Internet linda, pude rever essa história super fofa que você pode encontrar facilmente no site MegaFilmesHD. Pura Liberdade conta a história de um cavalinho e suas desventuras na África depois de ter nascido em um navio alemão em 1914, se separado de sua mãe e adotado por um menino órfão. Sim, o filme é bem triste para quem já é manteiga derretida, mas uma coisa eu já digo, o final é lindo.

1

  • War Horse (Cavalo de Guerra): Um dos mais atuais e comentados filmes com cavalos. War Horse era um filme bastante esperado pelo fato de ter como diretor nada mais, nada menos que Steven Spielberg, porém, para os fanáticos por cinema, deixou a desejar em alguns fatores. Mas para nós que amamos cavalos, é um filme maravilhoso, de história linda e que arranca lágrimas. Então, se você ainda não assistiu, vale a pena conferir.
  • Spirit (O Corcel Indomável): Quer deixar uma criança feliz? Então coloca ela pra assistir Spirit! Lembro que assisti esse filme no cinema. (É, tô velha), e me impressionou pelo fato de os animais não falarem, é possível ver a interação entre eles, mas nós não os escutamos falar, isso deixa a animação mais natural, motivo que pode não ter agradado algumas crianças. A narração da história é feita pelo Spirit, assim como no filme Beleza Negra. É uma história linda, se você já assistiu, com certeza vai querer assistir de novo e vai cantar todas as músicas assim como eu.
  • Seabiscuit (Alma de Herói): Tenho esse filme aqui em casa e toda vida que dá aquela saudade de ver um cavalo mais do que eu já vejo todos os dias, corro pra assistir Seabiscuit. É um drama, não recomendado para os menorzinhos, porém, uma incrível história. Quem assisti e vê o ator principal pensa: Ah é aquele que fez o Homem Aranha! Sim, é o Tobey Maguire, o homem aranha das telonas. A história desse filme é chocante, podemos ter como base a superação, tanto do cavalo, animal pequeno, desajeitado e nervoso que teve uma carreira tão espetacular que, em 1938, foi a figura pública mais noticiada na imprensa americana, à frente do presidente Rosevelt (em 2º) e de Hitler (em 3º), como do jockey que foi abandonado pelos pais durante a crise no país e também das pessoas que estão em volta, como o operário empreendedor Charles Howard.

3gif---jappeloup

  • Cavalli: Confesso que nunca tinha ouvido falar sobre esse filme, mas achei interessante colocar aqui para mostrar a quantidade de histórias com cavalos que já passaram no cinema e nós nem tomamos conhecimento delas. Alessandro e Pietro cresceram junto à natureza, mas tudo muda quando sua mãe morre e seu pai decide dar um cavalo para cada um. A partir daí eles se preparam para assumir suas decisões na vida. Para realizar seus sonhos, eles dependerão um do outro. Confira o trailer publicado no Youtube.
  • Jappeloup: Até que enfim um filme sobre o universo do hipismo (salto)! A história retrata a vida de Pierre Durand quando decide abandonar a carreira de advogado e se consagrar à sua grande paixão: o salto com obstáculos. Com o apoio do pai, ele aposta em um pequeno cavalo ridicularizado por todos: Jappeloup, um animal pequeno e imprevisível. Aos poucos ele faz grandes progressos, tornando-se um profissional respeitado. No entanto, quando participa dos jogos olímpicos de Los Angeles, o resultado é um grande fracasso. Durand é obrigado a reconhecer as suas fraquezas e tentar novamente, pensando nos jogos olímpicos de Seul. Já quero assistir só pelas imagens e trailer! Dá vontade de dizer “Pai, me apoia também!”.
  • Cowgirls ‘n Angels (Arena dos Sonhos): Ida. interpretada pela fofa mais que fofa Bailee Madison, é uma jovem garota rebelde, que tem o sonho de um dia poder encontrar seu pai, um peão de rodeio, cuja identidade nunca foi revelada pela mãe dela. Enquanto procura por seu pai em um rodeio local, Ida conhece as “Sweethearts of the Rodeo”, uma equipe de jovens montadoras malabaristas treinadas pelo cowboy lendário Terence Parker. Terence descobre que Ida é neta de um antigo amigo que faleceu há anos atrás, e então decide ajudá-la. Ida se junta às “Sweethearts” e embarca com elas em uma excursão de rodeios em todo o Oeste. Ida espera encontrar seu pai, mas ela descobre muito mais, incluindo seu amor por cavalos, que redefinem a sua vida.

4gif---corcel

  • Ma Bonne Étoile (Minha Estrela da Sorte): Belo filme francês que trata da amizade entre Louise e égua Marquise. Apesar de falar sobre cavalos, a história foca mais na nova vida que a jovem adquire quando se muda a trabalho para um lugar cheio de jovens talentos de corrida de cavalos. É como se fosse uma fraternidade americana sendo que apenas de apaixonados por cavalos. O outro lado abordado na trama é justamente o mundo das corridas de cavalo. O pai de Louise está com sérios problemas financeiros, então, para ajudar a família e, claro, se divertir, ela começa a participar das corridas e, apesar de ser novata nesse ramo, acaba ganhando destaque e a atenção de todos, incluindo pessoas invejosas. Acontecem muitas coisas com a jovem e com Marquise, mas no fim sempre prevalece a amizade entre elas. Na minha opinião é um filme bonitinho, porém fraco em relação a outros filmes que envolvem animais. É o tipo de filme sessão da tarde, bem clichê, mas gostoso de se assistir, além de ser uma ótima pedida para quem quer algo leve e descontraído para uma tarde calma. Você pode assistir Ma Bonne Étoile no Netflix.
  • The Black Stallion (O Corgel Negro): Esse filme marcou a infância de quem era criança entre as décas de 80 e 90 mas mesmo para as crianças de hoje é uma história linda e qualquer pessoa que ame cavalos vai passar essas horinhas assistindo. Corcel Negro conta, inicialmente, a história de um garoto, Alec Ramsay, que perde seu pai em uma viagem num transatlântico a caminho de casa nos EUA, mas que por estranha sorte é salvo por um cavalo. Pode-se dizer que isso é explicado como a recompensa pelo garoto ter cortado as cordas que prendiam o animal ao navio em fogo e dado a ele a possibilidade de fugir e salvar-se. Acordando em uma ilha totalmente deserta, Alec tem de aprender a sobreviver sozinho pela primeira vez e lidar com escassez de todo e qualquer recurso. Tendo o cavalo como único companheiro nesta ilha, buscou nele a necessidade de criar um vínculo afetivo para superar a solidão e a traumática experiência da perda de um de seus entes mais queridos, além da probabilidade de nunca mais concluir seu destino em direção a seu lar.
  • The Black Stallion Returning (O Retorno do Corcel Negro): Como o nome já entrega, esse filme é a sequência do famoso Corcel Negro, a diferença é que neste, o ator já está mais crescidinho e a história vai se passar em outro ambiente, o local onde o primeiro filme não retrata, “De onde veio o Negro?”. Neste filme, Alec vê a própria sorte se virando contra ele. A fama que fez com o Negro faz com que ele tenha seu cavalo roubado numa estranha tentativa de fazer parecer que o estábulo tinha pegado fogo e o animal morrido no meio do incêndio. No entanto, o garoto percebe que se tratava de uma armadilha e sai em resgate de seu amigo, embarcando em uma nova aventura para bem longe de casa e descobrindo vários segredos ocultos na história de Black. É uma história igualmente, senão mais, emocionante  que a primeira, e pode-se dizer que seria a conclusão da história entre Alec e o corcel. O final é de cortar o coração de quem ama essa dupla.

7

  • The Horse Boy: Já tinha visto imagens desse filme, mas confesso que nunca tinha parado pra ler a respeito pois imaginava que fosse aqueles filmes bobinhos que sempre tem a criança e um animal, sendo que eu estava MUITO enganada. Na verdade, é um documentário que retrata a viagem de uma família do Texas para a Mongólia em busca de cura xamânica para seu filho autista. O caso é visto lutando contra as dúvidas e comemorando as pequenas vitórias, mas os vemos também no estresse dos retrocessos do filho e nos momentos de profundo cansaço e desânimo. Rowan, filho do casal, tem uma relação especial com animais, principalmente cavalos, e esse é o fio condutor do filme. A câmera viajante capta os comentários imediatos dos pais, em vez de reflexões posteriores. Mais uma vez os cavalos sendo terapeutas, não é? Se interessou pela história, acesse: The Horse Boy.
  • The Horse Whisperer (O Encantador de Cavalos): Esse filme me chocou muito na primeira vez que ei por conta das cenas fortes com os cavalos. Além disso, assistindo recentemente, notei uma coisa que eu não havia percebido quando assisti na primeira vez, a atriz que no filme, é a dona do cavalo, e a Scarlett Johansson bem novinha. No filme, ela em companhia de uma amiga, sofrem um acidente quando andavam a cavalo e são atropeladas por um caminhão, sendo que sua colega morre e ela perde uma perna. Seu cavalo fica também bastante ferido e querem sacrificá-lo, mas a mãe da jovem, a editora de uma conhecida revista, não autoriza que o matem e tenta trazer para Nova York um especialista em cavalos que se recusa a ir. Assim, a mulher deixa o marido em casa, põe a filha no carro, o cavalo em um trailer e viaja até Montana para conhecer este rancheiro, esperando que ele ajude a curar algumas feridas internas, tanto da sua filha quanto do animal.
  • Amazing Racer (Aprendendo a Viver): Shannon, uma menina de 17 anos, fica arrasada quando seu pai morre repentinamente. Ela então descobre que sua mãe, que acreditava que tinha morrido durante seu parto, está viva. As duas tentam, agora, reatar laços perdidos com a ajuda de um treinador que prepara Shannon para uma corrida de cavalos. Durante o processo, um ambicioso homem de negócios ameaça os sonhos de todos. No começo você sente raiva da menina porque ela diz que odeia cavalos, e ela fala isso com muita raiva por conta dos problemas que ela vem passando, mas a história da uma reviravolta bem legal.

5gif---secretariat

  • Buck: “Seu cavalo é um espelho da sua alma, e as vezes você não vai gostar do que vê”. Este é o pensamento de Buck Brannaman, um verdadeiro cowboy americano que ficou conhecido por ser um encantador de cavalos. O documentário tenta mostrar como que Brannaman conseguiu, ainda pequeno, desenvolver uma técnica de domesticação e adestramento de animais sem o uso de violência, justamente por tentar repassar o contrário do que seu sofria com o temperamento violento do pai. Buck Brannaman é conhecido nos Estados Unidos por seus exímios e particulares métodos. Como um típico cowboy moderno, ele ensina as pessoas a se comunicarem com os animais, evitando a violência. Com uma infância difícil, em que era muitas vezes castigado por seu pai, Buck hoje espalha uma sabedoria zen que transcende o simples treinamento de cavalos para se tornar uma forma de encarar a vida e os seus desafios.
  • Secretariat: Uma mistura de história bonita e inspiradora, onde prova que nada é impossível, basta acreditar e tentar. “Isso não é sobre voltar. Isso é sobre a vida estar na sua frente e você correr para alcançá-la. Porque você não sabe quão longe pode ir a menos que comece a correr.”. Secretariat é um filme baseado em fatos reais. A dona de casa e mãe Penny Chenery, não entendia nada de corrida de cavalos, uma área dominada até então por homens. Mas ela assumiu o controle do estábulo de seu pai doente e com a ajuda de um treinador veterano, contra todas as probabilidades negativas, acabou fazendo o primeiro vencedor da Trípice Coroa em 25 anos de história do esporte, em 1973. E que, até então, nenhum outro cavalo conseguiu alcançar sua marca.
  • National Velvet: Velvet Brown (Elizabeth Taylor) conhece o órfão Mi Taylor e o convida para jantar com sua família. Logo Herbert Brown, pai de Velvet, arruma um emprego para Mi. Quando Velvet ganha um cavalo numa rifa, decide chamá-lo de Pie e persuade Mi a ajudá-la a treiná-lo para a principal corrida de obstáculos de cavalos do país. Porém a taxa de inscrição é mais do que a família dela pode dispor. A sra. Brown paga a taxa com o dinheiro que tinha ganho anos antes, por nadar no Canal da Mancha. A situação complica quando Velvet sente que o jóquei, que supostamente montaria Pie, não acredita no animal. Velvet crê que Pie sentirá isto e não renderá o suficiente, assim ela pede para Mi cortar seus cabelos bem curtos para que possa se passar por um jóquei, mesmo sabendo que se for desmascarada será desclassificada. O filme é antigo mas a história é linda, Assistam!

8

  • Shergar: Não conhecia esse filme até assistir em um canal da TV fechada, que eu não me recordo qual foi. A história é verídica sobre um cavalo campeão de corridas que foi roubado de seu rico e confortável estábulo uma fazenda de reprodutores irlandeses por terroristas do IRA. Eles procuravam um cavalo de corridas de fama mundial. O cavalo foi roubado e logo começou uma caçada policial de grandes proporções para encontrar Shergar e seus sequestradores. Mas o animal desapareceu sem deixar rastro algum. Muitas teorias surgiram. Uma delas, a mais provável, sugere que o IRA, o grupo terrorista irlandês, sequestrou Shergar para pedir um bilionário resgate. Assim, o filme investe nessa hipótese para criar uma história comovente. Um jovem, filho de um antigo jóquei, sonhando em seguir os passos do pai, tenta encontrar Shergar a qualquer custo e não hesita em viver aventuras perigosas para salvar a vida do animal. É um filme bem legal com final diferente.
  • Flash (Meu Amigo Flash): Esse filme fez parte das minhas tardes de sessão da tarde. Na época eu colocava meu VHS pra gravar e tinha a fita em casa pra assistir quando eu quisesse. Tommy, de 14 anos, órfão de mãe, adora conversar com Flash, um potro, presente de seu pai que viaja trabalhando num navio. Tommy fica com sua avó que acaba falecendo. Para pagar seu funeral, Tommy vende Flash para um rico e violento senhor, que o acolhe no estábulo para ensinar seu filho a montar. Ao ver Flash maltratado, Tommy foge com o animal e vai até o porto de Nova York encontrar seu pai. É aquela história de aventura que você adora assistir quando não tem nada pra fazer, haha.
  • The Young Black Stallon (O Jovem Corcel Negro): Mais um filme que tentou pegar a carona do Corcel Negro, mas que também vale a pena assistir. Aqui vemos a história da menina árabe chamada Neera, que separou-se de seu pai durante a Segunda Guerra Mundial e dá o nome de Shetan para o potro, que se torna lendário filho das dunas e do céu. O clímax é uma longa corrida pelo deserto.

E para a lista não ficar ainda maior, ainda temos “Zaina”, “The Story Of Seabiscuit”, “Pom Le Poulain”, “Moondance Alexander”, “Segunda Chance”, “Midnight Stallion”, “The Colt”, “Alma de Campeão”“Two Bits and Pepper”, “Virgina’s Run”, “Ostwind” e muitos outros, fora filmes em que os cavalos aparecem em várias cenas como coadjuvantes que com certeza será outro post aqui no blog. Gostou? Tem algum filme que você não conhecia? Qual?