Hipismo

Posts publicados em Hipismo

Quais os gastos de uma viagem de competição de Hipismo?

Se competir já é maravilhoso, sentir aquela adrenalina, imagina poder viajar com sua turma da hípica pra outra cidade, conhecer pessoas diferentes, poder representar o seu estado e muito mais. Só coisas boas, ein? Mas, quando se trata de hipismo, algumas coisas podem se tornar empecilhos, principalmente pelo fato de não termos os gastos de apenas um atleta, mas sim de dois. É isso, antes de viajar, você precisa estar preparado para saber de todas as despesas que precisará custear se quiser viajar com um cavalo.

Primeiramente vamos aos custos do cavaleiro/amazona: passagem, hospedagem, transporte (ida e vinda ao centro hípico e outros locais), alimentação, inscrição da prova e despesas do instrutor. Esses são gastos que não vou informar valores porque eles variam de acordo com o local onde será realizado o campeonato. Os gastos do cavalo que vou informar a seguir também não são reais, são valores arredondados que levo em consideração algumas despesas do estado em que eu moro, mas darei uma base para que você tenha noção do quanto terá que investir:

  • selo: R$600 (um ano de validade);
  • frete: R$1.600 (varia de acordo com o destino de sua viagem);
  • estabulagem: R$400
  • aluguel do quarto de sela: R$400 (valor dividido entre todos os membros da hípica);
  • diária do tratador (diária): varia de acordo com o local da viagem e da quantidade de pessoas que estarão viajando;
  • despesas dos instrutores (diária, passagem e hospedagem): também variam de acordo com o local da viagem e da quantidade de pessoas que estarão viajando;
  • despesas do veterinário (diária, passagem e hospedagem): nem sempre você terá essa despesa, mas no caso da hípica que eu monto, a veterinária sempre vai com os nossos cavalos;
    e se você ainda não estiver filiado pela federação do seu estado, também terá esse custo.

Em resumo, como eu moro no Nordeste, geralmente minhas viagens são em estados próximos de Fortaleza – CE, mas já fui para Brasília e pretendo competir também no CBS (Campeonato Brasileiro de Saltos). Minha experiência é a seguinte, para campeonatos próximos, gasto em média R$2.500 e para campeonatos em outras regiões, o valor gasto é em média R$4.500. Lembrando novamente que estes valores alteram bastante dependo da quantidade de atletas do seu estado que participarão da mesma competição. Os valores que eu citei, por exemplo, foram baseados em um caminhão lotado que comporta 10/12 cavalos.

Se estiver preparado para investir, viaje sem titubear! É uma experiência única e inesquecível, além de te proporcionar bastante segurança na hora de competir em qualquer outro campeonato. Te convido a assistir os #DailyMUS de competições no canal do Youtube:

Espere o tempo das coisas acontecerem

Lembra aquela história que contei sobre minha evolução no esporte? Não? Então clica aqui. No texto, comentei sobre minha pressa de subir de categoria por conta das dificuldades que tive anteriormente me impossibilitando que isso acontecesse, fazendo com que eu ficasse por muito tempo no mesmo canto.

Porém, eu era a única que pessoa que sabia que aquele momento ainda não era o certo para que meu desejo acontecesse, por isso reforcei o ensinamento que o hipismo me proporcionou: saber esperar pelo tempo certo das coisas. Assim fiz e, no momento em que estive realmente pronta, o momento foi único, suave, sem dificuldades, sem tensão, sem medo. Calma, medo eu tive um pouquinho, mas isso é normal, sendo que foi aquela situação que fluiu e olha, vou te contar que eu acho que não poderia ter sido melhor! Saltamos a categoria que eu queria, em uma competição incrível, com ótimos conjuntos e nós tivemos muitos elogios! O vídeo, eu postei no Canal do Youtube:

 

por em Hipismo, Música, Sonho

Como o hipismo me ensinou a esperar pelo tempo certo

Depois de conseguir superar um desafio você já está pronto para desafiar o próximo? Mais uma vez esse esporte me trouxe ensinamentos pra vida toda. Sabe quando você tem o desejo de que algo se realize mas ao mesmo tempo sabe no seu interior de que o momento não é o certo? Vou contar a minha história e gostaria que você compartilhasse comigo se você tem uma história parecida ou alguma situação em que foi preciso esperar pelo tempo certo, combinado?

O meu ano de 2017 no hipismo, mesmo tendo muitas lições, foi considerado por mim um ano perdido pois precisei me manter na categoria que eu já estava em 2016 já que eu estava tentando formar conjunto e esperando o tempo certo do meu cavalo. Senti a minha regressão no esporte, sentia que não montava mais como antes, a insegurança começou a aparecer, medo e muitos outros problemas que começaram a me fazer desacreditar em mim e desistir de tudo. Até que, no final do ano, quando comecei a montar e conhecer minha atual égua, surgiu a oportunidade de competir em outro estado e eu fui. Posso dizer que foi a melhor experiência que eu já tive, consegui me encontrar de novo, entender que dificuldades e imprevistos acontecem, que temos que estar sempre preparados para esses acontecimentos. Pensa que eu terminei, calma que não parou por aqui…

Sabe aquela história de que seu professor sempre sabe quando você está preparado e que você tem que escutá-lo? Continue tendo certeza disso, mas saiba também que mesmo ele sabendo da sua capacidade, ele não sabe o que você está sentindo por dentro, por isso que o diálogo é tão importante. No meu caso, meu principal desafio no momento é mudar de categoria e olha só o que aconteceu na última prova do ano, eu competi na nova categoria. Eu estava preparada? Pode-se dizer que 60%. É aqui que a lição entra mais uma vez: saiba esperar o tempo certo. Não atropele as coisas apenas pelo seu desejo no momento. Ter vontade e acreditar que é possível é o começo mas tem muitas outras coisas que são necessárias para conseguir realizar algo. Se entenda, compreenda, no fundo você sempre sabe se está preparado ou não.

O final dessa minha história, na primeira prova de 2018 eu estava tão nervosa que preferi competir na minha categoria de sempre e vou te contar que foi a melhor pista que já fiz na vida, me senti super confiante, a égua completamente na minha mão, entendendo tudo o que eu queria, lindo demais! Agora vou esperar os novos treinos e ir sentindo se estou preparada para realmente seguir em frente evoluindo.