por em Cavalos, Raças

Guia de Raças: Lusitano

Que tal na próxima semana falarmos sobre o cavalo Árabe? O próximo é você que sugere!

Puro Sangue Lusitano

Versatilidade, força e franqueza.

“O Cavalo Lusitano é de sela por excelência. Extremamente confiável, se faz o cavalo ideal para principiantes.”

1

Informações Gerais

Os Lusitanos são bastante nobres e dóceis, podem ser montados sem complicações. Além disto, demonstraram ser cavalos de muita agilidade e destacam-se pela sua notável inteligência.

O passo é bastante amplo e este é possível graças à força do seu corpo. A garupa mostra-se inclinada neste cavalo e a sua cauda é baixa. O movimento particular destes cavalos é dirigido para a frente, pelo que são especialmente cômodos para os cavaleiros. E devido a isto, são muito usados em competições.

2

Origem

O cavalo Puro Sangue Lusitano é uma das três raças puro sangue existentes. Além dele, existem o Cavalo Árabe e o Puro Sangue Inglês. A raça tem sua origem em Portugal, na Lusitânia, cidade que dá o nome deste incríveis animais. Sua montaria começou a ser feita há mais de cinco mil anos e é o cavalo de sela mais antigo do mundo, segundo informações da Associação Portuguesa do Cavalo Puro Sangue Lusitano.

Selecionado como cavalo de raça e de combate ao longo dos séculos, é um animal versátil, cuja docilidade, agilidade e coragem lhe permitem hoje competir em quase todas as modalidades equestres, confrontando-se com os melhores especialistas. Sim, em cada esporte é possível encontrar incríveis lusitanos! Por volta do ano 2000 o Puro Sangue Lusitano, volta a ser procurado como montada esportiva e de lazer, e como reprodutor pelas suas raras qualidades de carácter e antiguidade genética.

Sua raridade genética resulta de um pequeníssimo grupo com cerca de 2000 éguas produtoras. Em Portugal, berço da raça, estão em produção cerca de 1000 éguas, no Brasil 600, na França 200, distribuindo-se as restantes pelo México, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, Itália, Canadá e Estados Unidos da América.

3

Curiosidades

Apesar de o Brasil ter o segundo maior plantel do cavalo puro sangue lusitano, tem os dois maiores criadores do mundo.

Sua pelagem predominante é a tordilha seguida da castanha, alazã e preta, além de palomino, baio e isabel.

É um cavalo versátil cuja características lhe permitem competir em quase todas as modalidades: adestramento, alta escola, salto, enduro e tração ligeira.

4

Crédito de algumas fotos: Interagro, Haras Cantareira e Google Images.

Comentar via facebook